Utilidade Pública

Ação conjunta entre Polícia e Prefeitura interdita clínica em Matozinhos


Publicado em: 13/01/2022 16:22 | Fonte/Agência: Ascom | Autor: Ascom

 

 

Na manhã desta quinta-feira, 13, uma clínica de reabilitação de pessoas com dependência química foi alvo de uma ação policial, juntamente com a Prefeitura de Matozinhos, no Bairro Bom Jesus. O local que era para ser uma unidade de acolhida, com abordagens terapêuticas adequadas e voltadas para o cuidado clínico e psicológico dos internos, na verdade, não cumpria as exigências para as quais estava habilitada.

A intervenção foi possível após denúncias de populares que alegavam situações de maus-tratos que ocorriam no lugar, além da precariedade do ambiente. A partir de investigações que envolveram a Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal de Matozinhos, nesta quinta, a operação foi concluída e contou com a participação da equipe da  Fiscalização de Tributos e Meio Ambiente da Prefeitura, Vigilância Sanitária, Defesa Social, Transmatoz e Obras.

O espaço que deveria proporcionar um recomeço ao paciente, bem como ajuda-lo a mudar o pensamento e as atitudes lesivas causadas pelo vício, oferecia um ambiente insalubre, com quartos mofados, alimentos mal armazenados e expostos, com muita sujeira e mau cheiro. Além disso, havia cerca de 70 pessoas internadas, entre jovens e idosos. Duas delas com a saúde bastante debilitada e com sintomas gripais severos, sendo transferidos imediatamente para a UPA do município para avaliação e tratamento.

Outro fato que chamou a atenção é que a própria clínica comercializava produtos como cigarros, palheiros, fumo, numa espécie de mini mercado. Medicamentos de uso controlado foram encontrados em vários pontos da casa, demonstrando a total falta de controle e observância de profissionais de saúde e funcionários no local.

Após a ação, a clínica foi interditada e os responsáveis serão investigados. Essa já é a terceira clínica, em menos de um ano, que é embargada em Matozinhos por irregularidades. Mas de acordo com o Subsecretário de Tributação, Arrecadação e Cadastro, Mateus Barros Silva as denúncias efetuadas pelos moradores têm sido fundamentais para o êxito dessas diligências.